Livro do Apocalipse de São João 5,1-10

Eu, João, 
1 vi um livro 
na mão direita daquele que estava sentado no trono. 
Era um rolo escrito por dentro e por fora, 
e estava lacrado com sete selos. 
2 Vi então um anjo forte, 
que proclamava em voz alta: 
‘Quem é digno de romper os selos e abrir o livro?’ 
3 Ninguém no céu, nem na terra, nem debaixo da terra 
era digno de abrir o livro 
ou de ler o que nele estava escrito. 
4 Eu chorava muito, 
porque ninguém foi considerado digno 
de abrir ou de ler o livro. 
5 Um dos anciãos me consolou: 
‘Não chores! 
Eis que o Leão da tribo de Judá, 
o Rebento de Davi, saiu vencedor. 
Ele pode romper os selos e abrir o livro’. 
6De fato, vi um Cordeiro. 
Estava no centro do trono e dos quatro Seres vivos, 
no meio dos Anciãos. 
Estava de pé como que imolado. 
O Cordeiro tinha sete chifres e sete olhos, 
que são os sete Espíritos de Deus, 
enviados por toda aterra. 
7 Então, o Cordeiro veio receber o livro 
da mão direita daquele que está sentado no trono. 
8 Quando ele recebeu o livro, 
os quatro Seres vivos e os vinte e quatro Anciãos 
prostraram-se diante do Cordeiro. 
Todos tinham harpa se taças de ouro cheias de incenso, 
que são as orações dos santos. 
9 E entoaram um cântico novo: 
‘Tu és digno de receber o livro e abrir seus selos, 
porque foste imolado, 
e com teu sangue adquiriste para Deus 
homens de toda at ribo, língua, povo e nação. 
10 Deles fizeste para o nosso Deus 
um reino de sacerdotes. 
E eles reinarão sobre a terra.’ 
Palavra do Senhor. 

Salmo – Sl 149,1-2. 3-4. 5-6a.9b (R. Ap 5,10)

R. Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis.


1  Cantai ao Senhor Deus um canto novo, * 
e o seu louvor na assembléia dos fiéis! 
2  Alegre-se Israel em Quem o fez, * 
e Sião se rejubile no seu Rei!                                              R.

3  Com danças glorifiquem o seu nome, * 
toquem harpa e tambor em sua honra! 
4  Porque, de fato, o Senhor ama seu povo * 
e coroa com vitória os seus humildes.                                R.

5  Exultem os fiéis por sua glória, * 
e cantando se levantem de seus leitos, 
6ac  om louvores do Senhor em sua boca * 
9b  Eis a glória para todos os seus santos.        R. 

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 19,41-44

Naquele tempo: 
41  Quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, 
começou a chorar. E disse: 
42′  Se tu também compreendesses hoje 
o que te pode trazer a paz! 
Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! 
43  Dias virão em que os inimigos 
farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. 
44  Eles esmagarão a ti e a teus filhos. 
E não deixarão em ti pedra sobre pedra. 
Porque tu não reconheceste o tempo 
em que foste visitada.

Palavra da Salvação. 

Ofício das Leituras:  Segunda leitura

Dos Comentários sobre os Salmos, de Santo Agostinho, bispo

  (Ps 32, sermo 1,7-8: CCL 38,253-254)Séc.V)

Cantai a Deus com arte e com júbilo

Louvai o Senhor com a cítara, na harpa de dez  cordas Salmodiai! Cantai-lhe um cântico novo! (Sl 32,2.3). Despojai-vos da velhice; conhecestes um cântico novo! Novo homem, nova aliança, novo cântico. O cântico novo não pertence aos homens velhos. Somente o aprendem os homens novos, renovados da velhice pela graça e já pertencentes à nova aliança, que é o reino dos céus. Por ele anseia todo o nosso amor e canta um cântico novo. Cante o cântico novo não a língua mas a vida.

Cantai-lhe um cântico novo, cantai bem para ele! Alguém pergunta como cantar para Deus. Canta para ele, mas não cantes mal. Ele não quer que seus ouvidos sejam molestados.

Cantai bem, irmãos. Diante de um musicista de bom ouvido, dizem-te para cantar de modo que lhe agrade. Ora se não foste instruído na arte musical, temes cantar para não desagradar ao artista. Não sabendo que és ignorante, ele te repreenderá. Quem se oferecerá para cantar bem a Deus, a ele que de tal modo julga o cantor, de tal modo examina tudo, de tal modo sabe escutar? Quando poderás apresentar um canto com tanta arte que absolutamente em nada desagrades aos ouvidos perfeitos?

Eis que ele te dá um modo de cantar: não procures palavras, como se pudesses explicar aquilo com que Deus se deleita. Canta na jubilação. É isto cantar bem para Deus, cantar na jubilação. O que é cantar no júbilo? Escuta, não se pode expressar por palavras aquilo que se canta no coração. De fato, aqueles que cantam seja na ceifa, seja na vinha, seja em qualquer outro trabalho cheio de ardor, começam com palavras de cantigas a exultar com alegria; depois, a alegria é tanta que já não podem dizê-la, então abandonam as sílabas das palavras e deixam-se levar pelo som do júbilo.

Júbilo é um som a significar que do coração brota algo impossível de se expressar. E quem merece esta jubilação, a não ser o Deus inefável? É inefável o que não podes falar. E se não o podes falar e não deves calar-te, o que te resta senão jubilar? Alegre-se o coração sem palavras, e a imensidão das alegrias não conheça o limite das sílabas. Cantai para ele com arte e com júbilo (cf. Sl32, 3).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *