Leitura do Livro do Gênesis 14,18-20
Naqueles dias:
18Melquisedec, rei de Salém, trouxe pão e vinho
e como sacerdote do Deus Altíssimo,
19abençoou Abrão, dizendo:
‘Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo,
criador do céu e da terra!
20Bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou
teus inimigos em tuas mãos!’
E Abrão entregou-lhe o dízimo de tudo.
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 109,1.2.3.4 (R. 4bc)

R. Tu és eternamente sacerdote
segundo a ordem do rei Melquisedec!
1Palavra do Senhor ao meu Senhor:*
‘Assenta-te ao lado meu direito
até que eu ponha os inimigos teus*
como escabelo por debaixo de teus pés!’R.

2O Senhor estenderá desde Sião 
vosso cetro de poder, pois Ele diz:*
‘Domina com vigor teus inimigos; R

3tu és príncipe desde o dia em que nasceste; 
na glória e esplendor da santidade,*
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!’R.

4Jurou o Senhor e manterá sua palavra:
‘Tu és sacerdote eternamente,*
segundo a ordem do rei Melquisedec!’R.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 11,23-26
Irmãos:
23O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos
transmiti: Na noite em que foi entregue, 
o Senhor Jesus tomou o pão 
24e, depois de dar graças, partiu-o e disse:
‘Isto é o meu corpo que é dado por vós.
Fazei isto em minha memória’.
25Do mesmo modo, depois da ceia,
tomou também o cálice e disse:
‘Este cálice é a nova aliança, em meu sangue.
Todas as vezes que dele beberdes,
fazei-o em memória de mim’.
26Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão
e beberdes deste cálice,
estareis proclamando a morte do Senhor,
até que ele venha.
Palavra do Senhor.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 11,23-26
Irmãos:
23O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos
transmiti: Na noite em que foi entregue, 
o Senhor Jesus tomou o pão 
24e, depois de dar graças, partiu-o e disse:
‘Isto é o meu corpo que é dado por vós.
Fazei isto em minha memória’.
25Do mesmo modo, depois da ceia,
tomou também o cálice e disse:
‘Este cálice é a nova aliança, em meu sangue.
Todas as vezes que dele beberdes,
fazei-o em memória de mim’.
26Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão
e beberdes deste cálice,
estareis proclamando a morte do Senhor,
até que ele venha.
Palavra do Senhor.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *